Notícias

09/02/2018

Presidente do SINDIHOSPA participa de inaugurações do GHC

O presidente do SINDIHOSPA, Henri Siegert Chazan, participou, nesta quinta-feira (8), do lançamento da pedra fundamental do Centro de Hematologia e Oncologia do Grupo Hospitalar Conceição (GHC). No dia, também ocorreu a inauguração da nova subestação de energia do Hospital Conceição e da nova ala de internação do Hospital Cristo Redentor, que contaram com a presença dos ministros da Saúde e do Desenvolvimento Social e Agrário, Ricardo Barros e Osmar Terra.

 

A diretora-superintendente do GHC, Adriana Denise Acker, detalhou o Centro de Hematologia e Oncologia do Hospital Conceição, que contará com 50 leitos para internação clínica, cirúrgica e diagnóstico, além de 30 leitos para internação de hematologia e 14 para transplante de medula óssea. O prédio terá sete pavimentos, totalizando uma área física de 14.380 metros quadros quadrados. As obras iniciam em 19 de fevereiro.
 
Junto ao centro está localizada a subestação de energia, o prédio tem o total de 1,2 mil metros quadrados, divididos em três pavimentos. 
 
No Hospital Cristo Redentor, serão abertos 30 leitos para a neurocirurgia. Construída no segundo andar da instituição, funcionará, posteriormente, como retaguarda para reformas das unidades de internação. O espaço tem 837 metros quadrados, e o valor investido para a construção foi de R$ 2,9 milhões.
Durante a visita, Ricardo Barros apresentou ações realizadas em sua gestão, como racionamento de gastos e reinvestimento da verba economizada na assistência do SUS. Conforme Barros, o importante é fazer mais com o recurso disponível para dar melhor assistência. Ele lembrou que o governo federal liberou mais de R$ 233 milhões para Porto Alegre, em cerca de dois anos, para reforçar o atendimento à população.
 
Para o presidente do SINDIHOSPA, os anúncios representam um grande avanço para o atendimento em Porto Alegre. “A capital gaúcha é reconhecida como 2º polo hospitalar do país. Políticas de investimentos contínuos em gestão, modernização de sistemas e na qualificação de profissionais reforçam essa marca e contribuem para o aprimoramento dos processos”, avalia Henri Siegert Chazan.
 
Ministros, deputados da Frente Parlamentar em prol do Centro de Hamatologia e Oncologia e diretores do GHC
 
 
Colaboração e fotos: Ocimar Pereira/GHC