Notícias

11/06/2018

Reunião entre SINDIHOSPA e Delegacia do Idoso busca fortalecer rede de proteção

Integrantes do Núcleo de Residenciais Geriátricos do Sindicato dos Hospitais de Porto Alegre (SINDIHOSPA) se reuniram nesta quinta-feira (07) com a delegada Larissa Fajardo, titular da Delegacia de Proteção ao Idoso. O encontro, ocorrido na sede do SINDIHOSPA, também contou com a participação de representantes da Comissão Especial do Idoso da Ordem dos Advogados do Brasil do Rio Grande do Sul (OAB/RS) e da Vigilância Sanitária.
 
Presidente do Sindicato, Henri Siegert Chazan explicou que a reunião teve como objetivo fortalecer a rede de proteção ao idosode Porto Alegre. “É muito importante essa interlocução. Queremos que a Delegacia do Idoso nos tenha como uma câmara de apoio”, disse Chazan, que elogiou a Operação Senectus.
 
 
Deflagrada em final de maio, a ação liderada pela Delegada, em conjunto com Conselho Municipal do Idoso e a Vigilância em Saúde, fechou dez clínicas geriátricas clandestinas na capital gaúcha e em Viamão. Os estabelecimentos tiveram suas atividades encerradas devido a maus-tratos e retenção de cartões bancários de idosos. À época, o SINDIHOSPA lançou nota de apoio à iniciativa [leia aqui].
 
A importância da reunião também foi destacada pela delegada. “Existem familiares que têm preconceito com as clínicas geriátricas. É importante que eles saibam os cuidados que este grupo tem. Estamos aqui unindo forças para um cuidado ainda maior com o bem-estar do idoso. É o nosso interesse e do SINDIHOSPA também”, ressaltou a Delegada Larissa.
 
Larissa também lembrou que o papel da Polícia Civil não é apenas de repressão, mas também de orientação. Ela salientou que uma das ferramentas que pode auxiliar nesse sentido é a cartilha produzida pelo Núcleo de Residenciais Geriátricos do SINDIHOSPA com orientações para a escolha de um residencial geriátrico [confira o material aqui]. “Nossa obrigação institucional é de acolher o idoso que chega até nós. Temos a cartilha para oferecer como forma de instrução”, afirmou.
 

Durante a reunião, também foram distribuídas uma Nota Técnica referente à possibilidade de pessoas com menos de 60 anos serem recebidas nos Residenciais e uma Portaria prevendo a possibilidade de obtenção de Alvará da Secretaria da Saúde com o protocolo do PPCI no Corpo de Bombeiros.